4
comentários

Deu no Radar

A Polícia Federal descobriu na casa de José Olímpio Queiroga Neto, um dos comparsas do bicheiro Carlinhos Cachoeira, um pen-drive com fotos do deputado distrital Agaciel Maia durante uma viagem de família à Europa. Namorada de um dos filhos de Agaciel, a filha de Olímpio também está na viagem.

Segundo a investigação federal, Olímpio controlava um conjunto de empresas (abertas nos nomes dos próprios filhos) que serviam de rota para a camuflagem do dinheiro obtido na rede de bingos clandestinos. A PF descobriu que uma dessas empresas registradas no nome dos filhos, a Lavaggio Lubrificação, foi transferida mais tarde para Daniel Lago Maia e Agaciel Maia Júnior, filhos de Agaciel Maia.

A PF registra no relatório enviado à CPI mista do Cachoeira que não encontrou citações na movimentação financeira do bando em relação a Lavaggio, mas considerou a mudança societária entre os filhos de Olímpio e Agaciel uma prova substancial da “relação estreita” do deputado com o integrante do bando do bicheiro.


4 comentários em “Cachoeiragate: Agaciel Maia fotografado”


  1. Muriu

    Mas o povo não elegeu ele deputado?!
    A voz do povo não é a voz de Deus?!

  2. deoclecio

    AGASIEL E MAIS ENROLADO QUE PAPEL HIGIENICO

  3. Luciana Morais Gama

    Esse eh um verdadeiro profissional!

  4. Çivirino

    Não se sabe se o Poder Judiciário está comprometido com a corrupção ou se as leis brasileiras são feitas por bandidos deixando as tais brechas para se auto protegerem. O fato é que por mais contundentes que sejam as provas, mesmo assim, não se consegue colocar bandido de colarinho branco na cadeia.
    Com relação a esse meliante digo deputado Agaciel Maia não é a primeira vez que esse sujeito se ver enrolado com acusações de improbidade ao fazer uso do cargo que ocupa para praticar falcatruas com dinheiro publico. Como se não bastasse, agora entendeu de encaminhar a filharada no ramo da pilantragem com dinheiro publico.
    Sinceramente, ou se toma providencias contra essa rapinagem de políticos ou então acabemos de uma vez por todas com essa falsa moral declarando-se publicamente que no Brasil ninguém é preso por roubo.
    E nesse caso, por uma questão de justiça, que sejam postos em liberdade todos os estelionatários, escroques e rufioes que se encontram atrás das grades.

Comentar